Consulta pública debate principais necessidades da Regional Bairro Novo


Na noite desta terça-feira, 17, a Prefeitura de Curitiba realizou consulta pública na Regional Bairro Novo para ouvir a população e identificar as principais necessidades para auxiliar no planejamento da LDO (lei de diretrizes orçamentárias) para 2018. Com a presença de secretários, representantes da Prefeitura, administração regional e vereadores, a população expôs as maiores dificuldades da Regional e cobrou por ações eficazes para problemas que já perduram há um longo tempo.

Dentre as principais demandas levantadas, destacaram-se os pedidos de maior atenção pela mobilidade na região, com a revitalização das ruas e acessos aos bairros vizinhos; a inauguração dos CMEIs já concluídos que ainda não entraram em funcionamento; a desburocratização e maior auxílio na liberação de alvarás; atenção às Unidades de Saúde na otimização das consultas, principalmente nos períodos de quadro médico reduzido por motivo de férias ou afastamentos e a construção do Centro Cultural Bairro Novo.

O vereador Marcos Vieira, que esteve presente na consulta e ouviu atentamente cada uma das dificuldades e pedidos dos moradores da região, ressaltou que estas são demandas que também está cobrando diretamente ao Executivo, citando as indicações que já realizou e foram aprovadas em plenário, como a inclusão da revitalização das ruas Ourizona, Novo Horizonte e Lupionópolis na LOA 2018 (acesse aqui) e implantação de novas pontes para o acesso entre o Bairro Novo e Alto Boqueirão (acesse aqui); a criação de equipes permanentes nas regionais para manutenção e pequenos reparos nos CMEIs e Escolas Municipais de Curitiba (acesse aqui); a análise para a criação de uma nova Unidade de Saúde no Bairro Novo (acesse aqui) e criação de equipe plantonista para atender as unidades em períodos de férias e afastamentos dos profissionais titulares (acesse aqui) e ainda as reuniões realizadas no IPPUC para discutir o projeto do Centro Cultural Bairro Novo (acesse aqui), demanda pela qual já luta desde 2003.

"É muito importante ouvir o apelo da população nestas consultas públicas realizadas pelo Executivo nas regionais. Assim, provamos que o trabalho que realizamos diariamente na Câmara e nos pedidos e sugestões junto à Prefeitura reflete claramente as necessidades dos nossos moradores. Estou presente nos bairros, escutando e observando cada dificuldade enfrentada, seguirei na luta para que possamos ofertar maior qualidade de vida e acesso aos direitos básicos de cada cidadão", complementou o vereador.

As consultas públicas seguem durante essa semana nas demais regionais de Curitiba e servirão de base para o planejamento do orçamento da cidade para o ano de 2018.

#Destaque

22 visualizações0 comentário