"Juventude Plural" leva a discussão da realidade jovem para o bairro


Durante as noites dos dias 25, 26 e 27 de Julho foi realizado o "Juventude Plural", evento promovido pelo vereador Marcos Vieira e pela Pastoral da Juventude do Bairro Novo com o objetivo de levar temas da realidade da juventude para o debate. Mercado de trabalho, Saúde mental e Território foram os assuntos discutidos por especialistas nas respectivas áreas e pelo público presente.

"Foram três noites ricas em debate e participação. Todos os participantes com certeza levarão o conhecimento debatido para suas vidas. São encontros como esse que promovem a conscientização e participação popular que tanto precisamos em nossa sociedade, só assim mudanças podem acontecer", declarou o vereador Marcos Vieira.

O evento, aberto e gratuito, contou com a participação de mais de 150 pessoas, entre jovens e adolescentes, universitários, profissionais da educação e saúde e moradores da região interessados pelos temas em discussão. "A gente precisa de mais encontros assim, aqui é um bairro grande mas que não recebe a atenção necessária. Que esse seja o primeiro de muitos", comentou uma das participantes.

Mercado de trabalho: Carreiras e Tendências

Na primeira noite, 25, o debate foi mediado pela coach Keli Pires que trabalhou o tema Mercado de Trabalho. Com dicas de comportamento, apresentação pessoal e formulação de currículo, ela apresentou aos jovens formas de se destacar e conquistar a tão sonhada vaga de emprego. A coach ainda advertiu aos jovens em relação ao indevido uso das redes sociais e comportamento online: "Vocês acham que o entrevistador não pesquisa? Pesquisa sim, e fotos indevidas, críticas a antigos chefes e empresas são o suficiente pra desqualificar um candidato", comentou.

Saúde Mental: Ansiedade e Depressão

Com o tema Saúde Mental, a segunda noite, 26, foi comandada pelo médico e psiquiatra Dr. Marcelo Kimati Dias, que compartilhou a sua experiência no trabalho com doenças como a Depressão e Ansiedade, através de relatos reais e grandes equívocos que cometemos na tentativa de auxiliar alguém que sofre com uma doença mental. "Você tem que mostrar que consegue suportar o sofrimento da pessoa, sem julgar ou pressiona-la, apenas escutar, ser o suporte. ", explicou ele, que alertou sobre o isolamento que a imersão no universo tecnológico tem causado na juventude e o quanto pode ser prejudicial para todos. O psiquiatra comentou ainda sobre o uso indevido de medicação e a necessidade de se buscar o tratamento ideal, com um profissional: "Vivemos em uma sociedade onde as pessoas preferem viver sob o efeito de remédios do que receber um tratamento psicológico adequado".

Território e Identidade

Para encerrar o evento, a noite do dia 27 iniciou com a fala do arquiteto e ex-diretor técnico da COHAB Lóris Carlos Guesse que apresentou a história da criação do Bairro Novo, desde a compra dos grandes terrenos em 1990 até o início dos loteamentos nos anos seguintes, através do desenho de um bairro que pudesse contemplar a sua população com todos os serviços necessários próximos às suas casas, garantindo qualidade de vida. Guesse falou também sobre o estado atual da nossa cidade e da falta de novos espaços para se pensar a cidade e planejar regiões autossuficientes e adequadas para o intenso crescimento populacional. "É importante a participação da população nas discussões sobre o futuro da cidade. As necessidades de vinte anos atrás já não são mais as mesmas, precisamos pensar em integração com nossa região metropolitana e aproveitar o que as novas tecnologias tem a nos oferecer", comentou o arquiteto.

Na sequência, o teólogo e pároco da Paróquia Profeta Elias Frei Edmilson Carvalho recapitulou sobre a participação da população na criação do Xapinhal, região que iniciou como uma invasão na década de 90 até há pouco tempo iniciar a sua regulamentação, e da importância deste fato para a formação do Bairro Novo. O pároco comentou ainda sobre a forte identidade da população do bairro e a importância da juventude neste processo: "A juventude sempre foi plural no nosso bairro, conquistando seu espaço e brigando quando necessário. E hoje continua assim, com suas diferentes tribos", declarou.

Confira fotos do evento em nosso Flickr: https://flic.kr/s/aHsm1gZM4N

#Notícia

23 visualizações0 comentário