Nova CPI do Transporte Coletivo é rejeitada na Câmara de Vereadores


Na manhã desta segunda-feira, 07, os vereadores votaram para a criação de uma nova Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Transporte Coletivo para dar sequência nas deliberações da Comissão montada em 2013. Ainda, a nova CPI teria papel fundamental na fiscalização e acompanhamento dos novos projetos e obras de mobilidade urbana na cidade, além de promover a discussão de assuntos como a renovação da frota e valor da tarifa.

Entretanto, com 22 votos contra e apenas 10 a favor, o requerimento foi rejeitado pela Casa. O vereador Marcos Vieira, que votou a favor da criação da CPI, lamentou a decisão da maioria. "Infelizmente a CPI não foi aprovada, seria de grande importância para o nosso trabalho que, além de legislar, inclui fiscalizar a atuação do Executivo e propor melhorias para nossa cidade", comentou.

Ainda, o vereador afirmou que, mesmo sem a formação de CPI, seguirá acompanhando as deliberações do Executivo e contribuirá com sugestões e ideias que possam melhor estruturar o nosso sistema de transporte coletivo que se encontra defasado.

#Notícia

14 visualizações0 comentário