Marcos Vieira cobra nova resposta sobre possível alteração na função da Maternidade Bairro Novo


Nesta semana o vereador Marcos Vieira (PDT) enviou novo Pedido de Informação Oficial ao município questionando a possibilidade de alteração permanente na função da Maternidade Bairro Novo que, temporariamente, está atendendo pacientes de baixa complexidade enquanto os demais hospitais se dedicam ao recebimento de pacientes contaminados pela COVID-19. Em maio, o vereador já havia feito um pedido em razão de informações dadas por profissionais e pacientes da maternidade sobre a possível efetivação da mudança, entretanto, a resposta enviada pela prefeitura não respondeu a pergunta.


"Entendemos a necessidade de somar todos os esforços para o combate do novo coronavírus, porém, em maio, dizia-se que esta alteração poderia ser uma decisão definitiva. Por isso, prontamente enviei um pedido de informação para respostas oficiais, porém, tudo o que responderam era que naquele momento não tinham definições. Mas agora já se passaram 3 meses, o povo precisa dessa resposta", declarou Vieira.


Em ofício enviado ao vereador em 27 de maio como resposta ao primeiro pedido, a Secretaria de Saúde apenas afirmou que "diante de um cenário de pandemia fica muito difícil darmos prazos e termos definições." Na ocasião, foram realizadas três perguntas: A maternidade Bairro Novo voltará a sua função original após a pandemia? Qual o tempo necessário para essa readequação? Existe alguma possibilidade de alteração de sua função?


"Infelizmente, não responderam nenhuma pergunta nossa. Por isso, desta vez, estamos fazendo uma única pergunta: Existe a possibilidade de alteração permanente de função da Maternidade Bairro Novo após o período de pandemia? E esperamos que respondam com o que a população quer, de fato, saber. Muitos moradores e profissionais estão com medo de perder este espaço que é reconhecido nacional e internacionalmente pelo trabalho de parto humanizado realizado. É algo que não podemos admitir que seja desmontado", destacou o pedetista.


A prefeitura possui um prazo de 15 dias para enviar uma resposta oficial, podendo adiar o prazo por mais 15 dias. Clique aqui para acessar o documento na íntegra.

9 visualizações0 comentário