top of page

Marcos Vieira defende crédito de R$ 5,8 milhões para o CMEI Novo Horizonte


Foto: Câmara Municipal de Curitiba

Uma boa notícia para a população do Sítio Cercado. Na sessão realizada na última terça-feira (28), na Câmara Municipal de Curitiba (CMC), os vereadores aprovaram com 30 votos favoráveis uma proposta de autoria do Poder Executivo que prevê a abertura de um crédito adicional suplementar de R$ 5.793.074,37. O montante será direcionado para as obras de reforma e ampliação do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Novo Horizonte, situado no bairro.


O presidente da Comissão de Educação, Turismo, Cultura, Esporte e Lazer, vereador Marcos Vieira (PDT), que também é morador do Sítio Cercado, destacou que atualmente parte do CMEI funciona em um prédio de madeira construído há quase 20 anos para atender emergencialmente crianças de famílias realocadas para a região do Sambaqui, no Sítio Cercado, sendo este o motivo do investimento. O vereador elogiou a proposta de lei, considerando-a uma obra aguardada há muito tempo para a região.


Marcos Vieira ainda enfatizou a importância de uma infraestrutura adequada para atender às diversas áreas de atuação voltadas para a formação e desenvolvimento humano. “É uma ação que há muito tempo a região aguardava e atende uma demanda antiga e importante da comunidade. O investimento será significativo e não apenas supre uma carência percebida na região, mas também beneficiará centenas de crianças. Além disso, poderá zelar pelo patrimônio público já existente e expandi-lo para aprimorar os serviços oferecidos, atendendo às variadas demandas sociais“, destacou o parlamentar.


Conforme defesa da prefeitura, o montante para o crédito adicional será realocado dentro da Secretaria Municipal da Educação (SME), mediante a anulação de recursos destinados a outras obras. De acordo com o projeto, parte do CMEI construído em madeira será demolido e substituído por uma construção modular, escolhida para minimizar o impacto no atendimento às crianças e acelerar a conclusão das obras. E, após a reforma, espera-se que o espaço possa receber ainda mais alunos.


8 visualizações0 comentário
bottom of page