Marcos Vieira contra o aumento da tarifa do transporte público de Curitiba

Atualizado: 8 de mar.


FOTO: Gazeta do Povo

Vieira afirmou que o aumento da tarifa do transporte é uma decisão absurda, lembrando que a Câmara de Vereadores já havia discutido em legislaturas anteriores, durante a CPI do transporte público, a possibilidade de redução da tarifa através de alterações nos contratos, mas “infelizmente, a prefeitura não se mostra disposta em revisar os contratos, e os cálculos para buscar soluções e parcerias que minimizem esse repasse absurdo ao bolso do trabalhador”, declarou.


O pedetista também argumentou trazendo a tona os casos de redução de tarifa do transporte em outras cidades do estado, como foi o caso de Maringá, que anunciou em fevereiro deste ano que reduziria a passagem de R$5,10 para R$4,00, reduzindo R$1,10 do valor anterior, com intuito de incentivar o uso do transporte público e de melhorar a mobilidade urbana. E também a cidade de Araucária que há 5 meses teve uma 5° redução tarifária chegando a um valor de R$1,95, medida que é considerada como benéfica para o desenvolvimento social e econômico da região.


Ambas as cidades avançam na direção contrária da decisão tomada pela Prefeitura de Curitiba, a qual como alega Vieira, "prefere manter o controle do transporte na mão de poucos e milionários empresários e cada vez entregando a eles mais dinheiro sem o reflexo em investimento no transporte que se espera”.


O parlamentar ressalta também os repasses que ultrapassaram a faixa de 400 milhões aos empresários do transporte coletivo que ocorreram durante a pandemia. Além do confisco de créditos que ocorre após o saldo completar um ano no cartão transporte, que já totalizou mais de 44 milhões confiscados.


O vereador clama pela discussão com a Câmara e com a população perante tais mudanças, priorizando a transparência e o bem estar dos moradores de Curitiba, a qual como argumenta Vieira, agora ostenta o título de capital com a tarifa de ônibus mais cara do país.


Tendo em vista tais demandas, o parlamentar protocolou um Projeto de Lei que propõe que a Câmara dos Vereadores seja consultada com antecedência sobre os aumentos de tarifas do transporte, de forma a priorizar a transparência e o debate público, justificando que se tratam de assuntos que afetam a vida da população curitibana.


0 visualização0 comentário