top of page

Vereador Marcos Vieira propõe medida para ampliar a inclusão em Curitiba

Atualizado: 20 de out. de 2023



Promover a inclusão é essencial na busca por uma sociedade mais igualitária. Reconhecendo isso, o vereador Marcos Vieira (PDT) de Curitiba apresentou uma sugestão executiva com objetivo de incorporar na CAGE (Comissão de Análise de Grandes Eventos), um membro do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência.


“Esta proposta visa enriquecer as deliberações do colegiado, composto por representantes de diversas secretarias, órgãos e entidades, ao implementar uma perspectiva voltada para a acessibilidade”, declarou Vieira.


A presença das pessoas com deficiência na CAGE, como proposto pelo legislador, é extremamente importante, pois eles poderão monitorar se os espaços são acessíveis a todos os públicos, exigindo a presença de rampas de acesso adequadas ou elevadores, filas e assentos preferenciais e banheiros próprios, por exemplo. É imprescindível pensarmos nesses detalhes, pois hoje muitos eventos, de grande porte ou não, ainda não contam com a acessibilidade, segregando uma parcela da população, cerceando seu direito à cultura e ao entretenimento.


Conforme o vereador, a acessibilidade é um direito que garante independência e pleno exercício da cidadania a todos. Dessa forma, não deve ser encarada apenas como um cumprimento legal, mas como um princípio fundamental para aprimorar a qualidade de vida de todos os cidadãos. “Busca-se por meio dessa sugestão assegurar que a temática da inclusão seja adequadamente contemplada. Ao incluirmos representante do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência na CAGE, abrimos caminhos para uma avaliação mais aprofundada e consciente dos grandes eventos em nossa cidade”, explicou o parlamentar.


Acessibilidade - Marcos Vieira ainda acrescentou que a proposta não representa somente uma melhoria nas práticas de governança, mas demonstra respeito, empatia e dedicação aos valores fundamentais da igualdade e da justiça social, ponto de partida para a criação de soluções efetivas e para a construção de uma sociedade inclusiva. “A adição de representante não somente enriquecerá os debates, mas garantirá que as análises considerem as necessidades e perspectivas de todos. Ao avançar nesta direção, cumprimos o nosso dever de promover a inclusão e também estabelecemos um modelo concreto de como a colaboração e a diversidade podem enriquecer as decisões tomadas em nossa cidade”, concluiu o vereador.

4 visualizações0 comentário
bottom of page