Marcos questiona cancelamento do ensino integral em CMEI de Curitiba


Segundo informações recebidas por profissionais e pais de alunos, o CMEI Lala Schneider, no Sítio Cercado, deixará de atender em período integral a partir de 2019, passando a atender em dois períodos, manhã e tarde.

A notícia pegou parte dos funcionários do CMEI Lala Schneider de surpresa na última quinta-feira, (01), quando foram informados que serão realocados para outras unidades a partir de janeiro.

A justificativa dada pelo Núcleo de Educação da regional Bairro Novo para pais e profissionais é pela falta de demanda por vagas em período integral, além de uma pesquisa interna realizada que, segundo eles, a maioria dos pais preferem que os filhos frequentem o CMEI apenas em um período.

"Entramos com um pedido oficial de informação à prefeitura por não entender a justificativa apresentada. Recebemos diariamente diversos pedidos de mães que não conseguem vagas para seus filhos e priorizam o ensino integral justamente para que possam trabalhar. Ainda, o CMEI Lala Schneider informava que não haviam vagas e que a fila de espera já estava completa. As informações se contradizem, precisamos de um esclarecimento o quanto antes", afirmou o vereador Marcos Vieira que está acompanhando esta decisão.

280 crianças deixarão de receber o atendimento em período integral, dividindo-se entre os períodos manhã e tarde.

Mães e pais protestam contra a decisão

Na manhã desta quarta-feira, (07), mães, pais e profissionais do CMEI Lala Schneider colheram assinaturas contrárias a esta decisão e organizam um manifesto para a tarde do dia 08, quinta, em frente ao CMEI, com participação de toda a comunidade.

Mães e pais estão inconformados com a notícia e como isto afetará diretamente a estrutura da família que, sem a vaga, obrigará que um dos responsáveis deixe o emprego por falta de condições de pagar mensalidade em uma creche particular no turno vago.

O aguardo agora é por um posicionamento oficial da prefeitura.

#Destaque

29 visualizações0 comentário